Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Tecnologia Impacta A Justica Trabalhista No Pos Reforma


Fonte: www.administradores.com.br/artigos/tecnologia/tecnologia-impacta-a-justica-trabalhista-no-pos-reforma/113350/

Tecnologia impacta a Justiça trabalhista no pós-reforma - Artigos - Tecnologia - Administradores.com Artigos Seja premium Criar conta Login [x] Fechar Mais comentada 🔥[Lançamento!] Curso Online Segredos do Instagram, com Gkay Tecnologia impacta a Justiça trabalhista no pós-reforma Uso da tecnologia pode ser decisivo para resolver os gargalos na Justiça Trabalhista no pós-reforma. Seguir + Diego Ramos, 7 de dezembro de 2018 A reforma trabalhista completou um ano de vigência em 11 de novembro de 2018. A Lei 3467/2017 operou mudanças profundas nas relações de trabalho. A intensidade da mudança se fez sentir de forma muito mais aguda nos novos processos, mesmo que os contratos sejam anteriores a ela, pois a vigência é imediata. Segundo dados do Tribunal Superior do Trabalho, entre janeiro e setembro de 2017, as Varas do Trabalho receberam 2.013.241 ações trabalhistas. No mesmo período de 2018, o número caiu para 1.287.208 ações. As causas que levaram à diminuição das novas ações são bem conhecidas: restrição à gratuidade judiciária, imposição de sucumbência e a necessidade de apresentação de pedidos líquidos, ou seja, com o cálculo preciso do que pretende cada ação. O cálculo passou a ser um novo custo do advogado e de seu cliente. Ou se manda para um calculista, aumentando o custo inicial da ação, ou o próprio advogado faz o cálculo, o que é uma tarefa complexa que aumenta o tempo de trabalho (e o custo de transação) de demandas trabalhistas de expectativa baixa. Ademais, se os pedidos e seus cálculos não são precisos, é mais presente o risco de pagar honorários e custas. Esses novos gargalos para o ajuizamento das ações foram muito eficazes, pois o quadro econômico de crise, de arrocho salarial e desemprego em níveis altíssimos, somente recomendaria o aumento das ações trabalhistas. A Justiça do Trabalho, com seu viés protetivo, permitia, às vezes de forma excessivamente leniente, uma advocacia de pouco ou nenhum primor, que confiava na justificativa de não punir o trabalhador pelos deslizes processuais do patrono. As dificuldades impostas pela reforma tinham como finalidade afastar estes excessos. Mas, se de um lado se consegue a redução da litigância irresponsável, com relatos e pedidos inverossímeis, do outro temos a dificuldade de acesso à justiça, daqueles trabalhadores mais simples, que tinham como advogado possível justamente os menos preparados tecnicamente, que se sujeitavam a angariar causas de menor express
... ++ Mais

TAGS:

Tecnologia impacta Justiça trabalhista pós-reforma Artigos Tecnologia Administradores.com Artigos Seja premium Criar conta Login Fechar Mais comentada

HTML Box Comentário está carregando comentários ...