Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Singapura Cidade Estado Tem Trump Kim Jong Un Luxo E Leis Bizarras


Fonte: veja.abril.com.br/mundo/singapura-cidade-estado-tem-trump-kim-jong-un-luxo-e-leis-bizarras/

Singapura: cidade-Estado tem Trump, Kim Jong-un, luxo e leis bizarras | VEJA.com menu Group 21 Copy 4 Created with Sketch. Assine search Mais vistas Radar1Gleisi e Lindbergh Farias Economia2Correios vão fechar 41 agências em quinze estados a partir de hojeReinaldo Azevedo3Lulinha: do caminho das antas ao apartamento de R$ 6 milhões. Ou: O filho que sai ao pai não degenera. Ou ainda: O sítio das delícias Política4PF indicia Temer e mais dez no inquérito dos portos Educação5Governo Dilma: 'Kit gay' será reformulado e lançado até fim do ano Política com Ciência6Ao sinalizar para o centro, Haddad aumenta suas chances Mundo Singapura: cidade-Estado tem Trump, Kim Jong-un, luxo e leis bizarras Ex-colônia britânica ganhou independência em 1963 como parte da Malásia, da qual se separou em 1965 Por Solly Boussidan access_time 12 jun 2018, 08h34 - Publicado em 12 jun 2018, 06h30 chat_bubble_outline more_horiz Shopping Orchard na Rua Orchard, em Singapura (//iStock) Até há muito pouco tempo, viajantes descolados sabiam que certas coisas simplesmente não se levavam na mala –nem escondidas– quando se viajava a Singapura. Drogas e entorpecentes estavam entre os itens proibidos mais óbvios: já no avião rumo ao país os cartõezinhos de imigração vinham com uma advertência em letras grandes e vermelhas que dizia “Aviso: Tráfico ou possessão de drogas são punidos com a pena de morte em Singapura”. Parece um tanto radical, mas outros objetos –armas, facas, espadas, canivetes, medicamentos sem receita, frutas e pornografia– também eram proibidos e, caso fossem encontrados com o viajante, podiam render de multa pesada a algumas boas chibatadas em praça pública. Entretanto, um item específico sempre deixou viajantes intrigados: chicletes e gomas de mascar eram estritamente vetados no país. Não podiam passar pela alfândega, não podiam ser comercializados no país e –se por algum milagre– você tivesse conseguido passar com alguma coisa que se assemelhasse a um chiclete esquecido em algum bolso de uma calça usada no fundo da sua mala, você certamente não podia consumir o objeto do opróbrio em público. Caso fosse pego mascando chiclete no MRT (o moderníssimo, limpíssimo e eficientíssimo sistema de metrô espalhado por todos os pontos da ilha principal da cidade-Estado; há outras 62 ilhotas que também fazem parte do país) –ou comendo ou bebendo qualquer coisa nos vagões– a multa de cerca de 1.000 dólares era certeira. Cuspir o chiclete (ou qualquer outra coisa) no meio da rua podia render, além da multa, de cinco a dez chibatadas em público. Os chicletes passaram a ser permitidos no país ao longo da última década (drogas continuam sendo proibidas e punidas com a pena de morte), mas Singapura ficou mais pop, mais chique, (muito) mais cara e um tanto mais artificial que no começo dos anos 2000. Se por um lado o pequeno país de 624 km2 (cerca de um 30% do tamanho da cidade de São Paulo) enveredou pelo caminho da artificialidade que caracteriza Duba
... ++ Mais

TAGS:

Singapura: cidade-Estado Trump Jong-un luxo leis bizarras VEJA.com menu Group Copy Created with Sketch. Assine search Mais vistas Radar1Gleisi Lindbergh Farias Economia2Correios vão fechar agências quinze estados partir hojeReinaldo Azevedo3Lulinha: caminho antas apartamento milhões. filho não degenera. ainda: sítio delícias Política4PF indicia Temer mais inquérito portos Educação5Governo Dilma: 'Kit gay' será reformulado lançado até Política Ciência6Ao sinalizar para centro Haddad aumenta suas chances Mundo Singapura: cidade-Estado Trump Jong-un luxo leis bizarras Ex-colônia britânica ganhou indep

HTML Box Comentário está carregando comentários ...