Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Singapura Cidade Estado Tem Trump Kim Jong Un Luxo E Leis Bizarras


Fonte: veja.abril.com.br/mundo/singapura-cidade-estado-tem-trump-kim-jong-un-luxo-e-leis-bizarras/

Singapura: cidade-Estado tem Trump, Kim Jong-un, luxo e leis bizarras | VEJA.com menu Group 21 Copy 4 Created with Sketch. Assine search Mais vistas Mundo1EUA: Separadas dos pais, crianças dormem em gaiolas e choram desesperadas Radar2Justiça trabalhista manda apreender cartões de crédito de devedores Brasil3Mãe de Vitória ainda não voltou para casa após assassinato da filha Economia4Como herdeiros podem sacar a cota do PIS de beneficiário morto Economia5PIS/Pasep: passo a passo para consultar o saldo da conta Política6Para ministros do STF, investigação não provou corrupção de Gleisi Mundo Singapura: cidade-Estado tem Trump, Kim Jong-un, luxo e leis bizarras Ex-colônia britânica ganhou independência em 1963 como parte da Malásia, da qual se separou em 1965 Por Solly Boussidan access_time 12 jun 2018, 08h34 - Publicado em 12 jun 2018, 06h30 chat_bubble_outline more_horiz Shopping Orchard na Rua Orchard, em Singapura (//iStock) Até há muito pouco tempo, viajantes descolados sabiam que certas coisas simplesmente não se levavam na mala –nem escondidas– quando se viajava a Singapura. Drogas e entorpecentes estavam entre os itens proibidos mais óbvios: já no avião rumo ao país os cartõezinhos de imigração vinham com uma advertência em letras grandes e vermelhas que dizia “Aviso: Tráfico ou possessão de drogas são punidos com a pena de morte em Singapura”. Parece um tanto radical, mas outros objetos –armas, facas, espadas, canivetes, medicamentos sem receita, frutas e pornografia– também eram proibidos e, caso fossem encontrados com o viajante, podiam render de multa pesada a algumas boas chibatadas em praça pública. Entretanto, um item específico sempre deixou viajantes intrigados: chicletes e gomas de mascar eram estritamente vetados no país. Não podiam passar pela alfândega, não podiam ser comercializados no país e –se por algum milagre– você tivesse conseguido passar com alguma coisa que se assemelhasse a um chiclete esquecido em algum bolso de uma calça usada no fundo da sua mala, você certamente não podia consumir o objeto do opróbrio em público. Caso fosse pego mascando chiclete no MRT (o moderníssimo, limpíssimo e eficientíssimo sistema de metrô espalhado por todos os pontos da ilha principal da cidade-Estado; há outras 62 ilhotas que também fazem parte do país) –ou comendo ou bebendo qualquer coisa nos vagões– a multa de cerca de 1.000 dólares era certeira. Cuspir o chiclete (ou qualquer outra coisa) no meio da rua podia render, além da multa, de cinco a dez chibatadas em público. Os chicletes passaram a ser permitidos no país ao longo da última década (drogas continuam sendo proibidas e punidas com a pena de morte), mas Singapura ficou mais pop, mais chique, (muito) mais cara e um tanto mais artificial que no começo dos anos 2000. Se por um lado o pequeno país de 624 km2 (cerca de um 30% do tamanho da cidade de São Paulo) enveredou pelo caminho da artificialidade que caracteriza Dubai ou Las Vegas, por ou
... ++ Mais

TAGS:

Singapura: cidade-Estado Trump Jong-un luxo leis bizarras VEJA.com menu Group Copy Created with Sketch. Assine search Mais vistas Mundo1EUA: Separadas pais crianças dormem gaiolas choram desesperadas Radar2Justiça trabalhista manda apreender cartões crédito devedores Brasil3Mãe Vitória ainda não voltou para casa após assassinato filha Economia4Como herdeiros podem sacar cota beneficiário morto Economia5PIS/Pasep: passo passo para consultar saldo conta Política6Para ministros investigação não provou corrupção Gleisi Mundo Singapura: cidade-Estado Trump Jong-un luxo leis bizarras Ex-colônia britânica ganhou independência 1963 como

HTML Box Comentário está carregando comentários ...