Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Pesquisa Mostra Incoerencia Na Relacao Entre Humanos E Caes


Fonte: emais.estadao.com.br/blogs/comportamento-animal/pesquisa-mostra-incoerencia-na-relacao-entre-humanos-e-caes/

Pesquisa mostra incoerência na relação entre humanos e cães Comportamento Animal Dicas e curiosidades sobre animais Quem FazLUIZA CERVENKA DE ASSIS é bióloga, com mestrado em psicobiologia (comportamento animal) e pósgraduaçãoem jornalismo. Porém, sua paixão por animais vem desde sua infância, quando frequentava a escolaagrícola em Itu. Há 5 anos trabalha como terapeuta de animais na sua empresa Bichoterapeuta. Já teve comopacientes golfinhos, tartarugas marinhas, cães, gatos e até galinhas. Newsletter Assine nossa newsletter e saiba tudo sobre cultura pop Enviar E-mail cadastrado Logo você receberá os melhoresconteúdos em seu e-mail. Cupons Estadão PUBLICIDADE Pesquisa mostra incoerência na relação entre humanos e cães Por Luiza Cervenka de Assis 15/05/2019, 08h00     Ivan Radic/Creative CommonsUma pesquisa, encomendada pela organização não-governamental Proteção Animal Mundial, entrevistou 500 pessoas em cinco países, dentre eles, o Brasil.  Com o intuito de lançar a campanha “A vida é melhor com cães”, que visa celebrar a convivência com o “melhor amigo do homem”, a pesquisa aponta realidades e ideias discrepantes.Dentre os entrevistados, 60% dos brasileiros discordarem com o abandono de cães. Porém, somente 17% das pessoas, que possuem cachorros, adotam animais abandonados nas ruas. Com o objetivo de celebrar a vida com cães, a campanha “A vida é melhor com cães” irá abordar problemas como o abandono de animais e a falta de cuidados veterinários. Parte desse esforço é a premiação “Cidade amiga dos animais”, lançada junto com a campanha para reconhecer as melhores práticas no manejo humanitário de cães e gatos em cidades da América Latina.“‘A vida é melhor com cães’ é uma grande celebração na qual iremos pedir para as pessoas compartilharem conosco histórias de superação que provem o papel fundamental dos cachorros na nossa vida diária. Por meio dessas ações positivas, a campanha pretende promover o bem-estar desses animais e o convívio saudável com as comunidades”, explica Rosângela Ribeiro, gerente de campanhas veterinárias da Proteção Animal Mundial no Brasil.brando/Creative CommonsDos cinco mercados analisados pela pesquisa – Brasil, Quênia, Tailândia, Índia e China, o Brasil é o país no qual as pessoas mais tem cachorros e entre os entrevistados brasileiros que possuem pets, 77% citaram cães como seu bicho de estimação. Destes, 94% consideram o animal um membro da família. “Esse dado é bem interessante, mas também contraditório. Apesar desses animais serem considerados como parte da família, ainda falta consciência em relação aos cuidados com o bem-estar destes animais, a  importância dos cuidados veterinários, dos passeios, da castração e da responsabilidade de todos em relação aos animais que estão vivendo nas ruas”, cita Rosângela.Além disso, a pesquisa aponta resistência dos entrevistados em relação ao uso do microchip como forma de identificação, e ainda que concordam que os cachorros podem andar livremente nas ruas. No Brasil, apenas 13% discorda completamente que seus cachorros podem andar livres pelas ruas.Cidade Amiga dos Animais – Já em relação aos cachorros abandonados nas ruas, os brasileiros mostraram uma grande preocupação (47%) com o crescimento dessa população. No entanto, apenas menos da metade dos entrevistados (49%) já fez algo por iniciativa própria para mudar a vida desses animais. E, há um desconhecimento total sobre quais medidas devem ser adotadas, em relação a cuidados veterinários, manejo populacional e ataques. A pesquisa indicou que no Brasil, infelizmente, 8% dos entrevistados ainda concordam em envenenar cães de rua.“Uma vez que os animais são abandonados, eles passam a ser responsabilidade de todos – pessoas, ongs, poder público… Mas é na esfera dos governos municipais, que o problema dos cães e gatos de rua pode ter soluções concretas com a implementação de  políticas públicas que lidem com essas populações de animais da forma coordenada, permanente e mais humanitária possível”, explica.byronv2/Creative CommonsPara identificar as melhores práticas no manejo humanitário de cães e gatos em cidades da América Latina, a Proteção Animal Mundial apresenta o prêmio “Cidade amiga dos animais”. As inscrições estão abertas para qualquer município latino americano, que deve submeter as suas estratégias, políticas e práticas para garantir um manejo ético, efetivo e sustentável de cães e gatos. O objetivo é divulgar e premiar propostas inovadoras que possam ser adotadas e replicadas por outras cidades ao redor do mundo. A iniciativa conta com o apoio do Conselho Federal de Medicina Veterinária e Zootecnina (CFMV), do  ITEC (Instituto Técnico de Educação e Controle Animal), da OiE (Organização Mundial da Saúde Animal),da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) e da WSAVA (World Small Animal Veterinary Association).E você, qual estratégia adota para lidar com animais em situação de rua? compartilheLink permanenteASSINE O ESTADÃOANUNCIE NO ESTADÃOCLASSIFICADOS GRUPO ESTADO | COPYRIGHT © 2007-2019| TODOS OS DIREITOS RESERVADOS EstadãoGRUPO ESTADO | COPYRIGHT © 2007-2019TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. TERMO DE USO Ir para versão desktop
... ++ Mais

TAGS:

Pesquisa mostra incoerência relação entre humanos cães Comportamento Animal Dicas curiosidades sobre animais Quem FazLUIZA CERVENKA ASSIS bióloga mestrado psicobiologia (comportamento animal) pósgraduaçãoem jornalismo. Porém paixão animais desde infância quando frequentava escolaagrícola Itu. anos trabalha como terapeuta animais empresa Bichoterapeuta. teve comopacientes golfinhos tartarugas marinhas cães gatos até galinhas. Newsletter Assine nossa newsletter saiba tudo sobre cultura Enviar E-mail cadastrado Logo você receberá melhoresconteúdos e-mail. Cupons Estadão PUBLICIDADE Pesquisa mostra incoerência relação entre humanos cães Luiza Cervenka Assis 15/05/2019 08h00     Ivan Radic/Creative CommonsUma pesquisa encomendada pela organização não-governamental Proteção Animal Mundial entrevistou pessoas cinco países dentre eles Brasil.  intuito lançar campanha “A vida melhor cães” visa celebrar convivência “melhor amigo homem” pesquisa aponta realidades ideias discrepantes.Dentre entrevistados brasileiros discordarem abandono cães. Porém somente pessoas possuem cachorros adotam animais abandonados ruas. objetivo celebrar vida cães campanha “A vida melhor cães” irá abordar problemas como abandono animais falta cuidados veterinários. Parte desse esforço premiação “Cidade amiga animais” lançada junto campanha para reconhecer melhores práticas manejo humanitário cães gatos cidades América Latina.“‘A vida melhor cães’

HTML Box Comentário está carregando comentários ...