Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Pesquisa Cnt Politicos Goianos Defendem Forca Eleitoral De Bolsonaro Marina Meirelles E Lula


Fonte: www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/pesquisa-cnt-politicos-goianos-defendem-forca-eleitoral-de-bolsonaro-marina-meirelles-e-lula-125403/

Pesquisa CNT: Políticos goianos defendem força eleitoral de Bolsonaro, Marina, Meirelles e Lula Jornal Opção 42 Anos 19/09/2018 menu / Últimas notícias Eleições 2018 Pesquisa CNT: Políticos goianos defendem força eleitoral de Bolsonaro, Marina, Meirelles e Lula 15/05/2018 14h46 Por Redação Edição 2235 Parlamentares goianos avaliam cenário em que deputado federal do PSL aparece com 18,3%, seguido por Marina Silva (Rede), que tem 11,2%, e Ciro Gomes (PDT) nos 9% Na primeira pesquisa CNT sem o nome de Lula (PT), o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 18,3% das intenções de votos | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados Fernanda Garcia A primeira pesquisa em que os nomes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, não foram testados aponta que o pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa pela Presidência da República. Marina Silva (Rede) surge na segunda colocação, empatada com Bolsonaro no segundo turno, e em seguida aparece Ciro Gomes (PDT). Relacionados O levantamento foi divulgado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) na segunda-feira (14/5) e realizado entre os dias 9 e 12 de maio. Foram avaliadas as respostas de 2.002 eleitores, em 137 municípios de 25 Estados. No lugar de Lula, a pesquisa inseriu Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo. Já Joaquim Barbosa (PSB), que também não aparece na análise, anunciou na última terça-feira (8) que não irá participar da corrida presidencial. Em um cenário com 14 pré-candidatos, de acordo com os dados, o deputado federal Jair Bolsonaro aparece com 18,3% contra 11,2% de Marina, possibilitando a ocorrência de segundo turno, com empate entre os dois. Na terceira colocação vem Ciro Gomes com 9%. Sendo assim, haveria empate técnico entre os dois últimos, já que o estudo tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais. Para o deputado federal goiano Delegado Waldir Soares (PSL), do mesmo partido de Jair Bolsonaro, a liderança do colega na pesquisa se deve ao seu intenso trabalho de pré-campanha pelo Brasil e sua proposta de combate à corrupção. “Quando os debates começarem e o cidadão conhecer as propostas dele, as intenções de votos irão crescer ainda mais”, afirma. Ainda segundo o parlamentar, Marina Silva não teria força para ganhar no segundo turno, apesar de a pesquisa apontar o empate. A pré-candidata da Rede Sustentabilidade tem sido criticada por causa de seu apoio ao senador Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições para o governo federal em 2014. O tucano é réu em processos por corrupção passiva e obstrução da Justiça no Supremo Tribunal Federal. Delegado Waldir alega que esse seria um dos grandes obstáculos na eleição de Marina. O levantamento aponta também a aproximação dos dois pré-candidatos em cenário no qual o número de candidaturas é menor. Com cinco na disputa, Bolsonaro fica com 19,7% e Marina com 15,1%. Da mesma forma, o crescimento é registrado quando o nome do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB), é substituído pelo do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que tem rejeição de 55,9%. Nesse cenário, o deputado federal aparece com 20,7% contra 16,4% da candidata da Rede. O ex-vereador Djalma Araújo, também filiado à Rede, diz acreditar que com Marina o Brasil pode sair da velha política. “A Marina representa mudança, democracia e fortalecimento das instituições”, declara. O parlamentar afirma ainda que a eleição de Bolsonaro é perigosa e seria um retrocesso para o País. Como o eleitor brasileiro ainda é muito conservador, segundo Djalma, a pré-candidata ainda não tem o suficiente para se eleger. O ex-parlamentar alega que a construção de novas alianças, com personalidades como Joaquim Barbosa, seria uma saída viável para a colega. Lula 2018? Os dados da CNT mostram que, quando acrescentado na pesquisa, Lula desponta na corrida eleitoral com 32,4% das intenções de votos. A pesquisa também traz números nos quais o petista venceria todos os outros candidatos no segundo turno. Mesmo após a condenação no caso do triplex, a pré-candidatura do ex-presidente será registrada, de acordo com a presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) em Goiás, professora Kátia Maria. A presidente reafirma a inocência de Lula. “A legislação permite a candidatura de Lula. Enquanto o processo estiver em trâmite, ele pode se candidatar”, diz. Além disso, Kátia Maria ressalta que o PT irá manter a pré-candidatura do ex-presidente e essa seria uma decisão já acertada no partido. “O presidente estará nas urnas”, enfatiza. Advogados da área eleitoral consideram que a última palavra sobre a candidatura de Lula caberá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a participação do petista na corrida seria possível. Segundo o especialista em Direito Eleitoral, Ulisses Sousa, em entrevista para o Estadão, a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) torna o ex-presidente inelegível. No entanto, “não implica, automaticamente, na inelegibilidade”, uma vez que a Justiça Eleitoral deve decidir pelo deferimento ou indeferimento do pedido de registro da candidatura e não o TRF-4. Delegado Waldir diz acreditar ser “um sonho impossível”. Para o parlamentar do PSL, a preferência por Lula deve-se à política assistencialista adotada pelo governo petista. Por outro lado, a líder do PT em Goiás, não enxerga o trabalho da legenda vermelha da mesma forma, ao explicar que as ações do partido a frente ao governo federal trouxeram benefícios para a camada populacional mais pobre. Em 2010, segundo estudo da Fundação Getúlio Varg
... ++ Mais

TAGS:

Pesquisa CNT: Políticos goianos defendem força eleitoral Bolsonaro Marina Meirelles Lula Jornal Opção Anos 19/09/2018 menu Últimas notícias Eleições 2018 Pesquisa CNT: Políticos goianos defendem força eleitoral Bolsonaro Marina Meirelles Lula 15/05/2018 14h46 Redação Edição 2235 Parlamentares goianos avaliam cenário deputado federal aparece 183% seguido Marina Silva (Rede) 112% Ciro Gomes (PDT) primeira pesquisa nome Lula (PT) deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera 183% intenções votos Foto: Luis Macedo/Câmara Deputados Fernanda Garcia primeira pesquisa nomes ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva (PT) ministro aposentado Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa não foram testados aponta pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL) lidera disputa pela Presidência República. Marina Silva (Rede) surge segunda colocação empatada Bolsonaro segundo turno seguida aparece Ciro Gomes (PDT). Relacionados levantamento divulgado pela Confederação Nacional Transportes (CNT) segunda-feira (14/5) realizado entre dias maio. Foram avaliadas respostas 2.002 eleitores municípios Estados. lugar Lula pesquisa inseriu Fernando Haddad (PT) ex-prefeito São Paulo. Joaquim Barbosa (PSB) também não aparece análise anunciou última terça-feira não irá participar corrida presidencial. cenário pré-candidatos acordo dados deputado federal Jair Bolsonaro aparece 183% contra 112% Marina possibilitando ocorrência segundo turno empate entre dois

HTML Box Comentário está carregando comentários ...